O fim de tudo. O fim do mundo.

Um passo à frente. Um descuido na vigia e toda sua fortuna está em risco. Seu coração antigo, com velhas manias, costumes quaisquer, idiotices do dia-a-dia, tolices que você pensa e não diz pra ninguém. E quando chegar, sem se apresentar e dizer o nome, não há mais tempo de proteger o que é teu. Não haverá um pedido, uma apresentação formal. Aperto de mãos, abraços? Nada disso. Só um adeus. Um completo adeus à tudo aquilo que você foi um dia. Um furto engrandecido, um coração arrependido. Arrependido? Só do atraso. O amor é maior que tudo. O amor é maior que tudo! O amor é o começo da vida. É o fim de tudo. O fim do mundo num bater mais acelerado no peito. Corra sem olhar pra trás. Feche os olhos sem ter a certeza do chão em que pisa, sem medo. O amor vai te levar pra casa, amor. A partir de hoje. A partir de… quando? Eu já não lembro mais.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s