– dos dias.

Ela passa a bola e a mãos nos cabelos. Enquanto diz que tudo é uma questão de tempo, ela esquece que já são quase 23h. Ela diz que o papo tá bom, que o café também, mas que eu preciso ir. Me dá um beijo expulsando e diz gostar de quando eu reclamo para ficar um pouco mais. Ri da minha cara fechada, do meu cabelo assanhado e do meu andar desaprendido. Me chama a atenção antes de eu sair pelo o portão, e manda beijos que se dissolvem no ar. Rio de canto de boca, finjo contentamento e que essa semana vai passar mais rápido. Se os carros pesados passam, porque os dias mais leves não? Eu e ela. A matemática que tanto estudo não funciona para nós dois. Juntos somos mais que 30, somos dois-em-um.

Anúncios

2 opiniões sobre “– dos dias.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s