Trinta de Outubro

Eu esperei terminar o dia para ver o que seria. Nada mais comum sobre falar de um dia inteiro do que esperar ele acabar. Lembra daquele dia meu bem? Lembra de todos os outros ‘trinta de outubro’ que estivemos juntos? Lembra do ‘trinta de outubro’ de abril? E do de novembro? Maio? Junho? Agosto? Um dia para ser feliz é muito pouco, não acha? Queira ser feliz para a vida inteira, queira ser feliz com quem queira te fazer feliz. Pois os músculos diminuem após dois meses sem academia, os cabelos bonitos caem com a idade, na pele lisa nascem rugas…[risos]… E o amor? Onde tu vai querer guardar? Eu sei, você só quer se divertir, assim, por um dia, um dia qualquer, mas pode chegar um dia que quem um dia de queria não vai te querer mais. Queira sempre ser feliz sempre. Queira voltar para casa por saber que tem alguém a te esperar, arrisque por saber que se falhares terá alguém para te apoiar sempre. Parabéns para você hoje, amanhã também e pelos próximos dias que virão, pois para ser feliz de verdade, para amar de verdade um dia é mesmo muito pouco.

Anúncios

Falsas Árvores de Plástico

De preferência ouvir: “Fake Plasctic Trees” – Radiohead [ http://www.youtube.com/watch?v=HeowFbvpu0U ]

Hoje o sol pareceu nascer mais forte, meu bem. Esteve quente, muito quente o dia todo. Foi necessário muito protetor solar, como também paciência. Saiba, eu sou um tanto ”estranho”. Há dias em que acordo com uma vontade escondida em mim de calar, e apenas calar, o dia inteiro. Não falar, não agir, só pensar. Foi assim que escrevi uma vez num papel qualquer, quando eu estava em algum lugar o qual não lembro mais. “Por favor sente comigo e não pergunte nada, hoje eu estou mais para pensar do que falar”. Seria bom ao menos te ter assim, só por perto, mesmo sem falar. Sentir-me menos só, assim seria. E os meus amigos? Os meus amigos ‘não servem mais’ (não me entenda mal), tem coisas que só queria contar para você. Tem horas que penso que só o teu abraço me caberia. Deixa eu te contar algo. Existe uma canção que, para mim, não é uma canção qualquer, ela é um resumo, com um olhar diferenciado, desses meus dias desde o passado novembro. “Em outras vidas fui outros caras só pra roubar-te os dias”, é isso que ela diz. Queria te roubar uma vida inteira, para ficarmos em casa nos dias frios, deitados olhando para qualquer lugar, ouvindo ‘Fake Plastic Trees’ e ‘High and Dry’, abraçando um ao outro, igual aos dias que sonhamos juntos sem perceber. Eu queria por um segundo fechar meus olhos e estar um pouco mais perto de você, bem perto, muito perto, bem mais perto…mais perto… mais perto… mais… e mais… e mais. Eu queria poder abrir os olhos e te ver sorrir. Eu queria correr como um rio e desaguar-me no oceano de teus braços. Amor, não quero mais sonhar… Eu não quero mais sonhar. Eu não posso mais sonhar. Ao abrir os olhos e não te encontrar, o meu peito clama alto teu nome, como um ‘crescendo’ de uma canção, o ponto mais alto, o climax, a emoção maior, o beijo final da novela, o último segundo antes da explosão do fim. No meu peito a nossa história vira verso o teu nome refrão, e quando fico só eu canto… canto… canto… canto… canto… e canto, até meu canto sussurrar em teu ouvido e você dizer que o meu canto é o teu canto. Que o teu lugar é o meu lugar. Que meu lugar é ao lado teu.

Luzes: Neon, Vaga-lumes e Holofotes

E assim vai a vida, passando lentamente nas luzes dos automóveis que vêm em nossa direção. São tantas luzes na cidade ao término da tarde que chego até a pensar “De onde toda essa gente vem?”, o mundo é mesmo um tanto estranho. Você vai dizer que quer sair, dizer que ficar em casa vai te fazer mal. Acredite, não é o fato de estar ou não em casa que deve controlar tua felicidade. Para que você vive? Por quem você vive? Quem você quer ser? O que você quer fazer? É triste ver as pessoas a quem queremos tanto bem desperdiçar chances, desperdiçarem propostas de um futuro bom por bobagens. Tinha pensado em dezenas de exemplos os quais estou acostumado a vivenciar constantemente, mas preferi não, mas uma vez eu seria ‘estranho’, ‘louco’, o ‘senhor-sem-graça’. Deixa eu ‘quebrar a cara’ deles dizendo que eu sou feliz. Sim, EU SOU LOUCO E FELIZ! Faça o mesmo se pensar o mesmo. Saia e diga que é feliz, e se não for, não finja ser. Amigos não se importam se você não torce pelo mesmo time que eles, se não acredita nos mesmos políticos ou se curtem as mesmas bandas de rock, eles acreditam em você e não nos seus gostos, mas entenda, amigos. Os outros vão te querer para fazer volume em algum site de relacionamentos ou para ter de quem falar quando encontrar outro ‘amor-da-vida-inteira’ que te conheça, e, quem sabe, até ganharem um selo do tipo “Eu sou popular”, que para eles deve ter o ‘incrível’ significado de “Todo mundo me ama”. O que eu acho mais engraçado é que, se eu rir sem motivo, eles me chamarão de louco. Eu mesmo? Pense bem sobre essas pessoas, essas que acreditam no futuro promissor de fazer carreira e até ser PhD em festas, que acreditam em amores para a vida inteira de uma noite só. São seus amigos, colegas ou apenas conhecidos, por mais que tenham gostos diferentes. Não os deixes por essas bobagens tolas. Eles vão precisar de você lá na frente, quem sabe até mais do que você deles. E sobra agora, os visite mais, queira aprofundar a amizade com eles, você vai os ‘contaminar’ de forma tão linda que eles vão querer fazer o mesmo com os outros amigos deles. E se eles não quiserem, apenas diga: “Você um dia vai me dar razão”. Eles vão querer saber que felicidade forte é essa tua que não são necessárias festas para te animar. E essas pessoas, essas que acreditam no futuro promissor de fazer carreira e até ser PhD em festas, que acreditam em amores para a vida inteira de uma noite só, que são seus amigos, colegas ou apenas conhecidos… eu não queria dizer, mas o que os faz querer cada vez mais isto chama-se “carência”.

E ela disse…

Eu não sei mais o que fazer. Eu já tentei pírulas, diversos remédios, drogas que me façam dormir em paz à noite. Eu já tentei doutrinas diferentes, locais diferentes, pessoas diferentes, mas nada nem ninguém em lugar algum me fez tão feliz quanto você me fez. Eu já tentei fugir, escapar, correr por horas e horas para qualquer lugar, me perder, me esquecer de tudo que me faz lembrar voce, mas não fuincionou. Incrivelmente eu sempre volto à estaca zero, ao começo de tudo, ao mesmo pensamento, ao mesmo lugar em mim. Te procuro para conversar, eu não te acho em lugar algum. Tento diversos números de telefones, recados, mas você parece se esconder de mim. Aonde está você quando eu mais preciso de você? Onde sussurra tua voz que eu não te ouço? Eu preciso de teu abraço. Eu preciso urgentemente do calor de seus braços, para me alimentar com forças, esperança, para injetar em mim uma dose de vontade. Eu quero me levantar e esquecer verbos do passado. Eu te ver. Eu quero viver os restos dos meus dias com você.

Por-do-Sol no Coreto

Então eu pude ver, ali, no mesmo lugar de outros dias. Você jura que sempre esteve ali, e eu pensava que esta era primeira vez que te via. Sim, pode até ser que seja a primeira vez, mas a primeira vez com este olhar novo. Você é linda. Deves saber disso, assim como deves ter ouvido isso diversas vezes, por diversas pessoas diferentes, com diversas intenções diferentes. Não é apenas pelos olhos claros, embora sejam lindos, ou muito menos por teu cabelo. Já falei repetidas vezes em outras ocasiões: é o tudo que me vale. Então me diz: porque guardar tanta tristeza assim? Você tem tudo para ser feliz. Amigos, objetos, eletrônicos, festas, lugares legais para ir, uma bela cidade. Tudo que alguém pode querer você. E o que lhe falta para ser feliz? “Alguém que combine comigo, um alguém parecido com você”. Eu me calo, sorrio envergonhadamente te dizendo que ela já encontrou muito destes, mas ela não quis me ouvir quando eu disse que ela não quis ver. Eu, em tom de brincadeira ou com as palavras mais sérias, já disse a ela: “Um dia vou casar contigo”. E vou mesmo. Vou comprar uma casa de madeira no litoral para nós dois morar. Vou contratar o teu cantor favorito para cantar em nosso casamento. Eu sei você vai rir, vai achar que eu brinco ao dizer. É só pagar para ver. É só prometer me amar para ter amor de volta.

Terra do Nunca

De preferência ouvir ao ler: POR AÍ – Vivian Benford

Eu não sei onde vou parar olhando tanto assim. Eu olho e reparo em cada detalhe, da blusa, de cada tom do verde de seus olhos, na fadinha, em cada fio de cabelo, nos lábios em um tom de um róseo-alaranjado, algo que poderíamos chamar de salmão. Na blusa cinza sob a blusa de botões listrada. E ao fundo, uma luz bem clara dá a sensação que isto é um sonho, onde um ser de aparência angelical se aproxima para velar teu sono e não deixar que maus pensamentos te influenciem. A fada como pingente em teu pescoço aumenta ainda mais este meu pensamento. Ela está longe, muito longe daqui. Mas está perto, muito perto também. Se eu soubesse explicar aqui não caberia. Seriam palavras e mais palavras, algumas cansativas, outras repetitivas demais, outras belas, outras travariam por não serem poucas para o que eu quero dizer. Chamam ela de Anna. Em outros tempos eu já a conheci como Melissa, e agora está mais perto e certo chamá-la de meu bem. Penso que ser ambíguo é ser sincero, deixar que entendam de várias formas. Ela vai entender como quiser, outro qualquer também vai, mas só eu saberei (ou não) o que realmente quis dizer. Saiba que os estudiosos dizem que a menor distância entre dois pontos é uma reta, mas penso que a menor distância entre duas pessoas é um pensar ao fechar de olhos.

 

 

Enquanto o Amor Estiver Aqui.mp3

À página Downloads & Músicas foi adiciona uma nova canção, demo como sempre, chamada ”Enquanto o amor estiver aqui”. Para quem quiser ouvir é só ir lá. Depois dos comerciais mais textos.

Na verdade o que eu queria está escrito no olhar
E no pulsar acelerado do meu coração ao te ver
Mas na verdade o que eu queria mesmo era estar
Ao teu lado o tempo todo para te ver sorrir pra mim

Meu amor, não vá disperdiçar o amor com outro alguém
Vem que os dias vão passar, mas nosso amor não vai mudar

Na verdade o que eu queria está escrito em papéis
Em canções e poesias que eu fiz só pra você
E todo esse tempo sem poder me aproximar
Só ajudou à crescer o que sinto por você

Meu amor, não vá disperdiçar o amor com outro alguém
Vem que os dias vão passar, mas nosso amor não vai mudar

Vem que os meus sonhos mais bonitos são teus
Que os meus lábios são beijarão os seus
Que os meus olhos e apaixonaram pelos teus
E o frio do inverno não vamos mais sentir
Enquanto o amor estiver aqui (aqui)

Meu amor, não vá disperdiçar o amor com outro alguém
Vem que os dias vão passar, mas nosso amor não vai mudar